Eliane Penachim
Fonoaudióloga
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle

© 2019 Orgulhosamente criado por Lucas Kaique

BRINCAR.... DIVERSÃO E ESTIMULAÇÃO

 

Com mais de 1 ano já brincar de fantoches, ação e reação , cause e efeito como colocar e tirar . A partir dos 2 anos com motor melhor são curiosos , brincam com simbolizações como falar ao telefone , dramatizam com animais e bonecos. 

Algumas dicas :
 - ter tempo para brincar juntos em casa , muitas crianças ficam sobrecarregaras de atividades extra escolares e não brincam com os pais

 - brincadeiras entre pais e filhos estreitam laços que podem ser observados pontos fortes e fracos , aumentando vínculos e ações dos pais na educação

 - pode-se brincar variávelmente , não necessariamente menino só de carrinho e menina só de boneca. Importante é brincar e não o brinquedo

 - para crianças pequenas não usar ou diminuir brinquedos eletrônicos e incentivar a construção e novas formas de brincar com os outros tipos de brinquedos . Para crianças maiores que usam a tecnologia é importante delimitar horários, tempo de uso e tipo .

 - usar frases curtas e sem diminutivos

 - dar tempo para o bebê ou criança se expressar , mesmo que demore um pouquinho . Muitos adultos assumem o comando da brincadeira e inibem a iniciativa da criança

 - cada idade deve ser respeitada para a brincadeira , mesmo que a criança já pareça grande, forte, alta. Mas as idades indicadas em cada fase infantil podem ser respeitadas pois referem-se ao nível cognitivo e maturacional da criança. Mesmo quando ela pareça ser madura é bom acompanhar as referências dos fabricantes

 - conforme os bebês e crianças crescem é necessário a adaptação das brincadeiras de acordo com a idade.

Brincar é essencial para o desenvolvimento emocional, físico e motor. Estimula a expressão dos sentimentos e a aprendizagem. 
Brincar sozinha é importante pois desenvolve os sentidos, exploram seus potenciais, resolvem problemas e exercitam a autorregulação. Brincar em grupos e equipes incentiva resolução de conflitos, mais iniciativa, elaboração e argumentação .
Brincadeiras de correr, pular , com regras , jogos com diferentes graus de dificuldades , brinquedos com formas de brincar diferentes da habitual estimulam controle , observação, estratégias e garra que são aptidões que levarão para a vida adulta . 
Brincar com os pais faço um alerta para que o adulto não comande totalmente a brincadeira, dê oportunidade para o filho sugerir e dar soluções. Nestas brincadeiras os pais podem descobrir situações interessantes que podem aproveitar para educar e estreitar os laços familiares. 
Nos dias atuais com tanta tecnologia deve-se cuidar para não haver exagero . Crianças pequenas não devem usar celular, nem tablet e as maiores usar com moderação . Varios estudos mostram o alerta sobre esse tema.


Na foto postada a pintura retrata “ Jogos Infantis” de Pieter Brueghel de 1560 e mostra 84 jogos/brincadeiras. Isso comprova que brincar é atemporal e é vida !

Uma das necessidades que o ser humano tem desde bebê é o brincar . Essa ação desenvolve aspectos afetivos, motores, cognitivos , sociais e varios tipos de habilidades como criatividade, saber lidar com frustrações e interação social. 
Os bebês iniciam suas brincadeiras sensório motoras através de movimentos corporais, levam a mão à boca, batem em móbiles. Com o amadurecimento físico motor quando conseguem se sentar e iniciar a ficar em pé brincam de empilhar, derrubar, esconder e atividades que auxiliam até mesmo a desenvolver o balbucio e algumas intenções de comunicação . 

Imagem1.png

VOLTAR