Eliane Penachim
Fonoaudióloga
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle

© 2019 Orgulhosamente criado por Lucas Kaique

BERÇO OU CAMA? QUANDO FAZER A TRANSIÇÃO?

 

Já parou para pensar? Será que tem uma idade certa para isso? Vamos falar um pouquinho.Na grande maioria das opiniões, a idade mais apropriada para que as crianças deixem o berço é aos 2 anos, isso porque com essa idade elas já andam com firmeza e possuem alguma autonomia, como a fala. Ainda outro detalhe levado em conta é a altura das crianças nessa idade. Então, alguns pais começam a ver os berços como uma “gaiola” para seus bebês, e isso os fazem ficar ansiosos para que seus bebês deixem logo de dormir ali. Alguém aí se identificou? Mas será mesmo que é assim?

 

Berço ou cama? 
Um estudo recente foi publicado por Williamson e colegas, e foram coletados dados de 1.983 cuidadores com crianças de 18 a 36 meses residentes na Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Reino Unido e Estados Unidos.
Na pesquisa conclui-se que as taxas de sono no berço diminuíram constantemente com a idade, com 63% das crianças dormindo em um berço de 18 a 24 meses, em comparação com 34% ainda em um berço de 24 a 30 meses e 13% de 30 para 36 meses.

 

Em resumo, o estudo mostrou que o berço foi significativamente associado a padrões de sono mais saudáveis, como: ir dormir mais cedo, adormecer mais cedo,  menos despertares noturnos, maior tempo e aumento na duração do sono e menor resistência na hora de dormir. Não haveria problema, também caso as crianças dormissem no berço até os 3 anos de idade.
 

Com isso em mente a conclusão também é: que crianças nos berços, melhora a qualidade de sono da família como um todo. Não estou dizendo que é um capricho dos pais, colocar no berço, apenas que é uma possibilidade de todos dormirem melhor. O berço em si traz segurança pois os pais sabem que o bebê estará seguro, a criança também se sente segura.
 

Em outras palavras… Calma, não há pressa em tirar o berço das crianças, afinal pode ser bom! Por isso, muitos pais têm entendido que o berço, na verdade, pode ser um espaço reconfortante para as crianças, é o espacinho delas, que lhes é familiar e acolhedor!    .

 

Será que funciona para todos? 
Sabemos que não é assim para todas as famílias, e não significa que precisa ser assim para todos, nem funcione para todos.
Muitos pais querem deixar a criança também livre para descer do berço quando quiserem, e a opção de uma caminha baixa, ou Montessori é uma boa alternativa, já que a criança consegue descer com segurança. Isso varia muito de criança para criança e família para família. Às vezes a família também cresce e o mais novo passa a usar o berço e o mais velho a cama, e assim por diante….(lembre-se que a criança já precisa ter autonomia e segurança para tal, ou seja, ela já precisa ser capaz de se locomover, ou o ambiente ser seguro para ela ficar ali!)
Uma vez que a criança muda para a cama Montessoriana ou uma cama baixa, onde pode descer, é preciso assegurar que todo o ambiente do quarto e onde ela irá alcançar é seguro. Ou seja, armários, portas, e principalmente o quarto da criança deverá ser adaptado de forma que não haja riscos de acidentes.

A melhor forma de decidir
O fato é… Cada criança é de um jeito, por isso você deve ficar atento a seus filhos, aos sinais de amadurecimento que eles dão. Como em outras mudanças que as crianças passam também, como o desfralde, por exemplo, converse com a criança sobre o assunto. Diálogo é sempre bom! E vai ser necessário em cada fase da vida de seu filho! Neste caso, sobre o berço, procure entender qual é a vontade da criança, se ela está preparada para deixá-lo e respeite o tempo e a necessidade dela! Afinal essa é uma decisão que não deve ser tomada apenas por você, mas também pela criança!

 

Meu filho nunca usou o berço, como faço para passar pra cama dele? 
Bem caso, você faça a cama compartilhada, recomendo que leia os posts sobre como fazer de a cama compartilhada de forma segura! Ainda assim, acredito que não existe um certo ou errado em relação a isso, cada família fará o que é mais faz sentido para o seu contexto de vida! Acredito que a transição da criança da cama dos pais para a sua cama e quartinho, deverá acontecer num momento que a criança está pedindo mais autonomia, já consegue andar e se expressar um pouco melhor! Use desse momento para criar o quartinho dele, cheio de momentos especiais. Faça disso um evento para ele! Conte histórias e crie um ambiente aconchegante em seu quartinho!